Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

Portuguese English French German Italian Spanish

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página

Plano de Ação dos Câmpus do IFSul

Escrito por DDI | Publicado: Quinta, 24 de Junho de 2021, 18h14 | Última atualização em Quarta, 20 de Outubro de 2021, 18h59

O planejamento dos câmpus, alinhado ao PDI 2020-2024 do IFSul, ocorre por meio do Plano de Ação, o qual conta com ações locais, estabelecidas anualmente pela unidade, com a finalidade de ajudar a instituição a alcançar seus objetivos estratégicos. Essas ações podem ser decorrentes de desdobramentos das iniciativas estratégicas ou diretamente relacionadas aos objetivos e seus indicadores e metas. 

Nos planos de ação dos câmpus, as ações são discutidas internamente, com participação da comunidade, a partir dos objetivos estabelecidos, considerando os recursos do câmpus. Para isso o câmpus conta com uma Comissão Local de Planejamento, com representantes dos diferentes segmentos. 

Veja aqui o planejamento anual de anos anteriores.

Por conta da pandemia de COVID-19, as atividades do IFSul foram profundamente impactadas, o que refletiu também na organização e desenvolvimento das atividades dos câmpus. A instituição precisou estabelecer alternativas para conseguir retomar suas atividades, ainda de forma remota, com diversas readequações nas suas rotinas. Essa reorganização também teve significativo impacto no planejamento, e no mapa estratégico estabelecido antes desse período. Para viabilizar o processo de planejamento local e concentrar os recursos e esforços dos câmpus nas questões mais prioritárias nesse momento, o mapa estratégico foi readequado para o ciclo de planejamento de 2021:

 


Planos de Ação por Objetivo Estratégico - Ciclo 2021


Planos de Ação dos Câmpus - Ciclo 2021

Câmpus Avançado Jaguarão

Câmpus Avançado Novo Hamburgo

Câmpus Bagé

Câmpus Camaquã

Câmpus Charqueadas

Câmpus Gravataí

Câmpus Lajeado

Câmpus Passo Fundo

Câmpus Pelotas

Câmpus Pelotas-Visconde da Graça

Câmpus Santana do Livramento

Câmpus Sapiranga

Câmpus Sapucaia do Sul

Câmpus Venâncio Aires


Construção dos Planos de Ação dos Câmpus - Ciclo 2021

Período alvo do planejamento: agosto a dezembro de 2021

Em virtude dos diferentes calendários letivos, o trabalho com os câmpus foi divido em dois grupos:

1º grupo: Câmpus Avançado Novo Hamburgo, Câmpus Avançado Jaguarão, Câmpus Camaquã, Câmpus Pelotas, Câmpus Passo Fundo e Câmpus Santana do Livramento

2º grupo: Câmpus Bagé, Câmpus Charqueadas, Câmpus Gravataí, Câmpus Lajeado, Câmpus Pelotas-Visconde da Graça, Câmpus Sapiranga, Câmpus Sapucaia do Sul e Câmpus Venâncio Aires

O trabalho será iniciado com uma live de lançamento promovida pela DDI para a comunidade acadêmica dos câmpus de cada um dos grupos:

1º grupo: live no dia 07/07 às 18h - Acesse aqui a gravação da live 

2º grupo: live no dia 04/08 às 18h - Acesse aqui a gravação da live

Todas as informações sobre esse trabalho estão disponíveis no documento "Orientações para o Plano de Ação dos Câmpus - Ciclo 2021".

Como participar?

A comunidade dos câmpus poderá participar da construção do planejamento do câmpus por meio de um formulário online, disponível nos seguintes links:

1º grupo: (consulta à comunidade encerrada em 28/07)

  • Câmpus Avançado Jaguarão
  • Câmpus Avançado Novo Hamburgo
  • Câmpus Camaquã
  • Câmpus Charqueadas
  • Câmpus Passo Fundo
  • Câmpus Pelotas
  • Câmpus Santana do Livramento

2º grupo: (consulta à comunidade encerrada em 25/08)

  • Câmpus Bagé
  • Câmpus Gravataí 
  • Câmpus Lajeado
  • Câmpus Pelotas-Visconde da Graça
  • Câmpus Sapiranga
  • Câmpus Sapucaia do Sul 
  • Câmpus Venâncio Aires

Nesse formulário cada pessoa poderá propor ações que identifica que o câmpus poderá desenvolver para atingir os objetivos estratégicos previstos, indicando:

  • - O objetivo estratégico;
  • - A ação que o câmpus poderia realizar;
  • - O prazo para conclusão; e 
  • - Os resultados esperados.

A Comissão Local de cada câmpus vai orientar a comunidade sobre a participação e divulgar o questionário nas atividades do câmpus, estimulando as contribuições. Cada pessoa da comunidade poderá sugerir quantas ações desejar. 

Por que participar?

A contribuição da comunidade é de extrema importância para garantir um processo de construção do planejamento de forma participava, em continuidade ao que já foi desenvolvido no PDI, e para que o câmpus possa alinhar as suas ações às expectativas e percepções da comunidade. 

Importante salientar que nem todas as sugestões da comunidade poderão constar no Plano de Ação do câmpus, pois os recursos são limitados e as condições de atendimento também, ainda mais no contexto da pandemia. Porém o câmpus terá conhecimento de todas as contribuições e poderá articular medidas que busquem contemplar essas demandas ao longo do tempo.

Quando participar?

Após a realização da live, o questionário ficará disponível para a comunidade por duas semanas, podendo ser prorrogado por mais uma semana, caso o câmpus entenda necessário.

1º grupo: questionário prorrogado até 28/07

2º grupo: questionário aberto até 18/08, podendo ser prorrogado até 25/08

O que acontece depois?

Depois de encerrado o questionário, cada Comissão Local vai reunir as contribuições da comunidade e sistematizá-las de maneira a avaliar a viabilidade de execução, considerando seu alinhamento com os objetivos estratégicos, recursos como tempo, orçamento e pessoas, além do cenário da pandemia. Após essa análise e consolidação das ações junto à comunidade, a comissão vai preencher um formulário específico que será entregue à DDI para gerar o Plano de Ação do Câmpus, contendo para cada ação:

  • - O objetivo estratégico;
  • - O título da ação;
  • - A unidade administrativa responsável;
  • - As etapas necessárias para a realização da ação;
  • - O prazo de conclusão;
  • - Os recursos necessários;
  • - Os resultados esperados;
  • - Como medir os resultados; e
  • - Os fatores que dificultam a realização da ação e os meios de superá-los.

A Comissão Local terá um prazo para entregar esse material à DDI, conforme o grupo:

1º grupo: 11/08

2º grupo: 08/09

E depois que o Plano de Ação for entregue à DDI?

Esse é o momento do câmpus colocar em prática o seu planejamento seguindo o que foi previsto no plano de ação. As Comissões Locais irão acompanhar essa execução e atuar para que o câmpus observe esse planejamento nas suas atividades e que o mesmo seja seguido. A comunidade também poderá acompanhar e cobrar do câmpus o desenvolvimento das ações.

Para isso todos os Planos de Ação ficarão publicados e disponíveis para consulta de qualquer pessoa. 

O que será feito após o término do período do Plano de Ação?

Após o prazo estabelecido para esse ciclo, será feita junto aos câmpus uma avaliação do Plano de Ação, de maneira a saber se as ações propostas foram realizadas e quais resultados foram obtidos, bem como identificar ações que não puderam ser realizadas e os respectivos motivos.

Essa avaliação é fundamental para identificar o quanto foi possível contribuir para os objetivos estratégicos e para subsidiar os planejamentos seguintes. Esses resultados também servirão de referência para a prestação de contas da instituição e para o Relatório de Gestão. 

Outros instrumentos também são utilizados nessa etapa, como os resultados da avaliação institucional e o monitoramento de indicadores de desempenho. 

E como ficam os planejamentos seguintes? Como será feito para 2022?

A instituição está vivendo um momento muito difícil, de grandes incertezas, considerando todos os elementos externos causados pela pandemia. Apesar desse cenário, é em momentos assim que o planejamento mostra-se um aliado fundamental para direcionar as ações e preparar a instituição para saber como agir. Soma-se a isso a mudança de método de planejamento institucional por conta do novo PDI, que ainda demanda um processo de aprendizado e consolidação na instituição e junto à comunidade.

Por conta desses fatores, ao longo do segundo semestre de 2021 a DDI vai avaliar em conjunto com as Comissões Locais e com as áreas sistêmicas como preparar o planejamento seguinte e estabelecer uma agenda adequada. 

Por isso a importância de que o IFSul crie a cultura do planejamento e a insira em todos os seus processos e rotinas, inclusive nas atividades acadêmica, de maneira que o movimento de pensar os rumos da instituição seja algo que aconteça naturalmente e de forma prioritária. Uma das medidas para isso é consolidar as Comissões Locais como espaços permanentes para reflexão sobre o planejamento nos câmpus.  


Comissões Locais de Planejamento dos Câmpus

As Comissões Locais de Planejamento dos Câmpus foram designadas pela Portaria de Pessoal nº 1.320, de 13 de julho de 2021. Cada comissão conta com o/a Articulador/a de Planejamento, que atua como representante da comissão e é o contato do câmpus com a Diretoria de Desenvolvimento Institucional (DDI) durante o processo de planejamento.

Câmpus Avançado Jaguarão

Magda Santos dos Santos 

Marcelo Felipe Saraiva Borba

Danilo dos Santos Telechi - Articulador de planejamento 

Daniel Evangelista Monteiro

Andresa Ribeiro Ribeiro 

Câmpus Avançado Novo Hamburgo

Marcus Eduardo Maciel Ribeiro
 
Gilson Cesar Pianta Correa 
 
Rosani Zachow 
 
Elton Luiz Pedroso - Articulador de planejamento

Câmpus Bagé

Giulia D'Avila Vieira 

Alissandra Hampel - Articuladora de planejamento

Manoel Antonio Madruga da Silveira

Daniel Gonçalves Emmanuelli

Diego de Abreu Porcellis 

Gabriel Rodrigues Bruno

Célio Ziotti 

Heloíse del Pino Lima 

Câmpus Camaquã

Tales Emilio Costa Amorim 

Leane Maria Propp Spolavori 

Diego Rodrigues Pereira 

Tiago Medeiros - Articulador de planejamento

Câmpus Charqueadas

Jeferson Fernando de Souza Wolff

Lady Mauzolf Santos

Marcia Beatriz da Silv

Matias de Angelis Korb

Graziela Langone Fonseca - Articuladora de planejamento

Adriel Menezes Vasconcellos dos Santos

Câmpus Gravataí

Guilherme da Silva Aguiar - Articulador de planejamento

Marcio Estrela de Amorim

Ademir Dorneles de Dorneles

Alex Sander da Rosa Moreira

Câmpus Lajeado

Cláudia Redecker Schwabe

Malcus Cassiano Kuhn - Articulador de planejamento

Graziele de Almeida

Pedro Henrique Köhler da Costa

Câmpus Passo Fundo

Lucas Vanini 

Alexsander Furtado Carneiro

Joao Mario Lopes Brezolin 

Cleiton Xavier dos Santos 

Gustavo Cardoso Born - Articulador de planejamento

Valdir Oliveira Boanova Júnior 

Câmpus Pelotas

Rubinei de Servi Ferraz

Julio Cesar Mesquita Ruzicki - Articulador de planejamento

Danielle Lisboa

Cláudia dos Santos Cláudio

Câmpus Pelotas-Visconde da Graça

Paula Rodrigues Bittencourt de Carvalho Leite - Articuladora de planejamento

Vitor Gonçalves Dias 

Rosélia Souza de Oliveira 

Helen Dias Murias

Câmpus Santana do Livramento

Celso Silva Gonçalves

Miguel Angelo Pereira Dinis

Ana Paula Vaz Albano - Articuladora de planejamento

Muriel Almeida Froener

Câmpus Sapiranga

Marta Helena Blank Tessmann 

Ronise Ferreira dos Santos

Júlio Korzekwa - Articulador de planejamento

Marcos Giovane de Quevedo Rijo

Lavínia Ramos Weiss

Câmpus Sapucaia do Sul

Fábio Roberto Moraes Lemes

Carolina Soares da Silva - Articuladora de planejamento

André Capellão de Paula 

Marineiva Teresinha de Melo Manganeli 

Caroline Bordin Minetti 

Liziane da Luz Seben Schleffer 

Daniel Schilling 

Câmpus Venâncio Aires

Geovane Griesang

Gustavo de Oliveira de Antoni

Tharso de Bittencourt Borges

Camilli Siqueira Klaus

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página